Porto Alegre em estado de emergência devido às intensas chuvas

A situação de emergência deflagrada na cidade de Porto Alegre, no contexto das fortes tempestades e dos vigorosos ventos que castigaram a cidade na última semana, foi reconhecida pelo governo federal. A Portaria nº 301, assinada pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff Barreiros, foi publicada na última sexta-feira (19), no Diário Oficial da União.

Às vésperas do decreto do governo central, a cidade havia decretado situação emergencial na esfera municipal, o que desobrigou os entes públicos de realizar procedimentos licitatórios para a aquisição de produtos e serviços destinados à recuperação dos danos e à retomada dos serviços essenciais. Nesse sentido, o decreto municipal também possibilita à administração local requerer e receber recursos federais e estaduais com maior celeridade.

A respeito disso, o prefeito Sebastião Melo asseverou que o intento do executivo local é agilizar a contratação de serviços na cidade para melhor servir à população local, dizendo-se comprometido em ouvir e compreender as necessidades da comunidade.

As agressivas tempestades que acometeram a cidade desencadearam uma série de prejuízos e transtornos aos cidadãos, comprometendo vários serviços locais. Muitos habitantes da cidade ficaram sem energia elétrica, e cinco das seis estações de abastecimento de água da cidade foram afetadas, deixando em risco quase 1,2 milhões de pessoas, que poderiam ficar sem água caso o problema não fosse solucionado rapidamente.

Em meio a essa situação preocupante, mais de 100 unidades de saúde tiveram que limitar a prestação de serviços devido a questões como a falta de energia, telefone ou internet. O hospital mais afetado foi o São Lucas, da PUCRS, que sofreu com a inundação de alguns de seus setores, assim como a inutilização de 32 leitos destinados ao SUS.

Além disso, a portaria do governo federal também reconhece a situação emergencial em outros 21 municípios gaúchos que foram prejudicados por fenômenos climáticos adversos entre 20 de outubro e 24 de novembro do ano passado.

Não deixe de acompanhar nossas atualizações para se manter informado. [Clique aqui](https://cutt.ly/96sGWrb) para se inscrever no nosso boletim de notícias no WhatsApp.

Fonte: https://portaltucuma.com.br/fortes-chuvas-deixam-porto-alegre-em-situacao-de-emergencia-pv92/