Maternidade municipal intensifica pedido de doação de leite materno para bebês prematuros

A contribuição crucial do Banco de Leite Humano da Maternidade Dr. Moura Tapajóz (MMT), de Manaus, está passando por um período de escassez após as comemorações de fim de ano, férias e Carnaval. Para contextualizar, a maternidade recolheu em janeiro deste ano, apenas 10.650 mililitros de leite materno gracioso, contudo, os bebês prematuros internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) da unidade precisavam de 20.130 mililitros, resultando em uma deficiência de 9.480 mililitros.

Ao longo de 2023, o Banco de Leite Humano da MMT foi beneficiado por 77 mulheres doadoras generosas, que no total, presentearam a unidade com 364.819 mililitros de leite materno. Com mais de 60.000 mililitros de leite recebidos, setembro foi qualificado como o mês com maior arrecadação, enquanto dezembro registrou a menor quantidade com apenas 17.570 mililitros.

Segundo Núbia Cruz, enfermeira obstetra e diretora da MMT, “em janeiro deste ano não conseguimos obter nem a quantidade coletada no pior mês do ano passado. Precisamos agir prontamente, pois os recém-nascidos enfermos e prematuros que não podem ser amamentados por suas mães, não podem e nem devem esperar”. A diretora deixa claro que toda mulher saudável que esteja alimentando seu bebê no peito poderia ser uma potencial voluntária apta a salvar vidas de muitos recém-nascidos.

A coleta em domicílio agora pode ser agendada pelos telefones (92) 99240-8080 e (92) 98842-8514 (WhatsApp apenas), de segunda a sexta-feira, durante horário comercial, ou diretamente na maternidade, que se situa na avenida Brasil, número 1.335, bairro Compensa I, diariamente entre as 8h e 17h.

Lílian Aguiar, enfermeira responsável pelo Cantinho da Amamentação, desmistifica o medo de doar, dizendo que “o processo é simplesmente fácil”. Ela acrescenta, “oferecemos os recipientes esterilizados na casa das doadoras, recolhemos o leite e fornecemos orientações sobre todo o procedimento”. Lílian ainda conclui incentivando as mulheres lactantes a doarem seus excedentes de leite, ou ajudarem divulgando o ato da doação para seus conhecidos, familiares e em suas redes sociais.

Todo leite materno doado passa por uma análise, processo de pasteurização e um controle rigoroso de qualidade antes de ser disponibilizado para uma criança, em conformidade com a RDC Nº 171, que normatiza os bancos de leite humano no Brasil.

Criado em 2005, o posto de coleta do Banco de Leite Humano da MMT funciona 24 horas, com o Cantinho da Amamentação fornecendo apoio e orientações de amamentação para novas mães durante o horário comercial.

A OMS e Unicef afirmam que mais ou menos 6 milhões de vidas são preservadas anualmente devido às taxas elevadas de amamentação exclusiva até o sexto mês de idade.

— —

Texto por Marcella Normando / Semsa

Fotos fornecidas por / Semsa

Fonte: https://www.manaus.am.gov.br/noticias/saude/maternidade-reforco-doacao-leite-humano/