Coronel Meneses da SUFRAMA emite nota. “Continuamos trabalhando para facilitar a vida de quem produz e gera empregos no nosso Estado! “.

Manaus – Coronel Meneses emite nota e em sua rede social,  afirma: “continuamos trabalhando para facilitar a vida de quem produz e gera empregos no nosso Estado! “.

SUFRAMA permanece em prontidão e em contato direto com as entidades de classe da cadeia produtiva do Polo Industrial de Manaus a fim de ouvir as principais demandas e buscar soluções conjuntas e alternativas que contribuam para superar os desafios apresentados em consequência da crise econômica mundial decorrente dos efeitos do coronavírus.

veja nota oficial: Nota Oficial_vr_006

Fonte Portal CM7

Polícia apreende 342 frascos de álcool líquido e em gel vendidos com valores abusivos em Tabatinga, no AM

Produtos eram vendidos com valores até R$ 50 por unidade, durante pandemia do coronavírus.

Trezentos e quarenta e dois frascos de álcool liquido e em gel foram apreendidos pela polícia em cinco estabelecimentos comerciais do município de Tabatinga, 1.108 km distante de Manaus, nesta sexta-feira (20). Segundo a polícia, os produtos eram vendidos com valores abusivos, chegando a custar até R$ 50 a unidade.

De acordo com a titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tabatinga, Mary Anne Trovão, a polícia realizou os procedimentos de inspeção em mercados do município após receber denúncias anônimas sobre os produtos que eram vendidos a valores abusivos.

“Encontramos as mercadorias sendo comercializadas com sobrepreços e com rotulagem irregular, sem informações de data de validade e da procedência. Além disso, nós constatamos que os produtos eram contrabandeados e oriundos de países fronteiriços com o Estado. Diante disso, nós decidimos recolher todos os fracos de álcool liquido e em gel que apresentavam irregularidades”, disse a delegada.

Segundo a Mary Anne, os proprietários dos estabelecimentos foram conduzidos à delegacia para serem ouvidos. Pelo fato do crime ser configurado como contrabando e descaminho, o material apreendido será encaminhado para a Polícia Federal (PF), que passará a investigar a ocorrência.

Coronavírus: Governo confirma sete casos no AM

O Amazonas tem sete casos confirmados do novo coronavírus. A informação foi repassada pelo Governo do estado em coletiva de imprensa online nesta sexta-feira (20). Outros 13 casos suspeitos aguardam resultado dos exames e 52 descartados.

Os casos vêm de países como Inglaterra, Espanha, Peru e Estados Unidos. Dois são de São Paulo e um está em investigação para conhecer a procedência.

O governador do estado, Wilson Lima, chegou a passar por exame após ter contato direto com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre – que testou positivo para a doença. Lima, porém, recebeu resultado negativo.

A diretora da Fundação de Vigilância Sanitária (FVS), Rosemary Costa Pinto, informou ainda que o Amazonas recebeu 672 kits de teste para o novo coronavírus e afirmou que não há desabastecimento no estado. Ela alertou ainda que os casos suspeitos só devem procurar unidades de saúde em casos de sintomas graves.

“As pessoas estão esquecendo que estamos em pleno período sazonal, que vai até maio. Anualmente, nós sempre temos um aumento de gripes e resfriados nesse período do ano. Tivemos até agora quase 300 casos graves de Síndrome Respiratória Aguda (SRAG) que não foram pelo coronavírus, mas sim por outros, como Influenza A e B”, disse.

Novas medidas

Durante a coletiva, Wilson Lima informou que as aulas na rede estadual de educação foram suspensas em todos os municípios amazonenses. Além disso, o governador informou que as academias vão ser fechadas por 15 dias a contar desta quinta-feira (19).

Sobre a possibilidade de fechamento do Aeroporto Internacional de Manaus, Lima disse que ainda não há planos para que isso aconteça e reforçou que há um processo de triagem no terminal.

“É uma competência do Governo Federal, e ainda não é o caso de que isso aconteça”, disse.

Suspeito de matar vizinho a facadas na Zona Norte de Manaus é preso

Crime aconteceu na última terça-feira, no bairro Cidade de Deus.

Um homem de 33 anos, conhecido com o “Osga”, foi preso em Manaus suspeito de um homicídio que aconteceu no início desta semana, no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte. De acordo com a Polícia Civil, os dois eram vizinhos e a morte veio depois de uma discussão

A vítima foi morta a facadas dentro de casa. De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros, Paulo Martins, “Osga” invadiu o terreno e matou o vizinho. Logo depois fugiu.

“Após investigações localizamos o autor do crime e solicitamos pela prisão dele. O mandado foi expedido ontem (19), pelo juiz Eliezer Fernandes Júnior, da Central de Plantão Criminal, e na data mencionada tivemos êxito na prisão”, informou a autoridade policial.

Procedimentos

“Osga” foi encaminhado à sede da especializada, onde passou pelos procedimentos cabíveis, e posteriormente será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da justiça.

105 profissionais de saúde são contratados para atuar em combate ao novo coronavírus em Manaus

Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), na Zona Centro-Sul de Manaus — Foto: Rickardo Marques/G1 AM

105 profissionais da área saúde foram contratados temporariamente para atuar nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Manaus. A convocação, feita pela prefeitura, é uma das medidas de enfrentamento contra o novo coronavírus. A previsão de custo mensal é de R$ 475 mil.

São, no total, 35 enfermeiros e 70 técnicos de enfermagem contratados para a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). A medida, segundo o prefeito Arthur Neto, é essencial para que as UBSs tenham um preparo melhor para atender a população.

A convocação está publicada na edição nº 4.802 do Diário Oficial do Município (DOM) desta quinta-feira (19).

“Manaus está dando tudo o que pode na luta contra o novo coronavírus. Estamos contratando 105 profissionais da área de saúde, além da colaboração federal com a chegada de 74 médicos do programa Mais Médicos, que serão distribuídos em todas as nossas Unidades Básicas de Saúde para ajudar a cumprir com o nosso dever de dar alento e esperança ao nosso povo. Vamos unir forças cada vez mais, com todos nossos recursos, para sairmos com a vitória desta luta”, destacou o prefeito.

Os convocados fazem parte do Cadastro de Reserva do Processo Seletivo Simplificado (PPS) n° 002/2017. A previsão é que os contratados já estejam em seus locais de trabalho no início na próxima semana.

A partir desta sexta-feira os convocados podem procurar a Semsa para tomar as providencias de contratação e saber os locais de lotação.

Em operação, polícia apreende 13 armas que seriam utilizadas em possível ataque em Manaus; três são presos

Entre armamento apreendido, polícia localizou revólver que pertence à PM do Amazonas.

Três homens de 28, 29 e 34 anos foram presos nesta sexta-feira (19) no bairro Grande Vitória, Zona Leste de Manaus, durante uma operação. De acordo com a Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), com o trio, a polícia apreendeu 13 armas que seria utilizado em um possível “ataque” na capital.

Uma equipe policial da Rocam trafegava pela Avenida Perimetral do bairro Grande Vitória quando recebeu a denúncia de quem homens transportavam armas em um carro. Conforme a denúncia, o objetivo dos suspeitos era usar o material para um possível “ataque” a uma facção criminosa.

Em seguida, a polícia encontrou o carro que foi alvo da denúncia com dois homens. Durante abordagem dentro do automóvel, a polícia encontrou duas armas.

Um dos suspeitos informou para a polícia que possuía uma arma de fogo em casa, além disso, contou sobre ter escondido mais armamentos em uma invasão.

Com a dupla, a polícia foi até a Rua Lábrea, localizou uma arma, e, em seguida foi até a invasão. Mais armas foram encontradas no local.

Na invasão, um homem que vigiava as armas tentou fugir, mas foi preso.

Todas as armas e o trio foram levados até o 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP) onde o caso foi apresentado. Entre o armamento foi localizado um armamento da PM.

Homem é preso suspeito de assaltar drogaria com armas falsas em Manaus

Dois homens entraram no estabelecimento, se passaram por clientes e roubaram produtos.

Um homem de 32 anos foi preso suspeito de usar duas armas falsas para assaltar uma drogaria na Avenida Autaz Mirim, na Zona Leste de Manaus, na noite desta quinta-feira (19). Segundo a polícia, dois homens entraram no estabelecimento, se passaram por clientes e roubaram produtos.

Os policiais passaram pelo local momentos depois e conseguiram prender um dos homens. O outro fugiu sem ser identificado. Os policiais apreenderam produtos cosméticos e brinquedos levados durante o assalto, além de duas pistolas de brinquedo.

“Esses simulacros imitam as pistolas calibre ponto 40, e foram usadas para intimidar as vítimas durante o roubo”, disse o tenente Souto Moraes.

Uma motocicleta usada pela dupla também foi apreendida. O suspeito preso foi levado para prestar depoimento no 14 º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Os policiais realizavam buscas pela Zona Leste, para tentar capturar o suspeito que conseguiu fugir, durante a noite.

*Com informações de Jucélio Paiva, da Rede Amazônica

Prefeitura de Manaus faz contrato de R$ 19 mi para serviço de comunicação digital

Faltando sete meses para as eleições municipais, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), efetivou contrato para serviço de comunicação digital no valor global de R$ 19 milhões com a empresa Agência de Interatividade e Marketing Ltda., do empresário Durango Duarte.

O extrato do contrato n°002/2020 foi publicado na edição de quarta-feira, 18, do Diário Oficial do Município (DOM). Confira o documento no final da matéria.

De acordo com as informações da publicação, o contrato terá vigência de 12 meses, a contar de 2 de março de 2020 a 1° de março de 2021, e o valor mensal está estimado em R$ 1,5 milhão. O despacho de homologação do contrato é assinado pela secretária de comunicação Kellen Cristina Veras Felisardo Lopes.

Conforme dados da dotação orçamentária, as despesas do contratos foram empenhadas sob o n° 2020NE00094, no valor de R$ 2 milhões, ficando o restando a ser empenhado durante a execução do contrato e consignado no orçamento deste e do próximo exercício.

Procurada pela reportagem, a Semcom informou que o referido contrato possui natureza continuada, na modalidade Concorrência, conforme consta no extrato do Diário Oficial.

A Semcom ressaltou, ainda, que, ao longo de mais de 30 anos de sua existência, a secretaria adota estratégias que acompanham o processo de comunicação, sempre pensando no maior alcance do cidadão e na transparência e divulgação dos serviços executados pela Prefeitura de Manaus.

“Diante das atuais mudanças e o surgimento das novas mídias, é cada vez mais necessário está conectada à população e, por isso, atenta a esse comportamento, a secretaria está investindo em novas formas de dialogar com o contribuinte, fortalecendo a interação digital”, fala a nota enviada à redação de O Poder.

Ainda segundo a secretaria, conforme consta em contrato, dentre os principais objetos da nova prestação de serviços, destacam-se: o planejamento, implementação, manutenção e monitoramento de soluções de comunicação digital; criação, implementação e desenvolvimento de formas inovadoras de comunicação digital, destinadas a expandir os efeitos de mensagens e conteúdos do Poder Executivo Municipal, em seus canais proprietários e em outros ambientes, plataformas ou ferramentas digitais, em consonância com novas tecnologias; a criação e adaptação de roteiro para vídeo para publicação em propriedade digital; produção de vídeo depoimento, animação, vídeo colagem, transmissão ao vivo, produção de vinheta, podcast e outros produtos para propriedade digital.

Por fim, a Semcom reforçou que a contratação visa às metas estabelecidas pelo planejamento estratégico “Manaus 2030”, dentro do programa Cidade Inteligente, que busca por uma prefeitura conectada com a sociedade, especialmente por meio da publicidade, transparência, colaboração e agilidade. A nota esclarece que o contrato cumpriu com todos os requisitos legais necessários, estando em consonância com a Lei Municipal Lei 8666/93.

Licitação 

O empresário Durango Duarte, dono a empresa Interatividade, disse à reportagem que o contrato passou por um processo licitatório transparente e os serviços são pré-definidos. “Isso é comunicação digital, e só serve para fazer a comunicação digital, tais como: produção de conteúdo digital, gestão, e não tem relacionamento com patrocínios de blogs e portais”, explicou o empresário.

Durango Duarte ressaltou que o contrato é extremamente vantajoso para o poder público, pois não existe honorários para impulsionamentos caso a prefeitura tenha que impulsionar algo nas plataformas do Google, Facebook ou Instagram.

“Este modelo de contrato não é uma invenção da Prefeitura de Manaus, esse modelo é o mesmo modelo licitatório da presidência da República, da Secretaria de Comunicação que vem desde o governo Dilma. Então, o edital que participei é idêntico o que atende ao governo federal, mas, não especificamente o governo Bolsonaro, mas, o que atendeu o Governo Dilma e, também, Michel Temer”, explicou.

Segundo o empresário, o papel do contrato é trazer a comunicação que a prefeitura usa na chamada “plataforma off”,que incluem as televisões, rádio e jornal, ou algo que está dentro de sites, para trazer para uma linguagem dos canais que a prefeitura usa.

“O recurso será aplicado para produção de vídeos, podcasts, fotografia, relatórios, gerenciamento de mídia e performance”, explicou o empresário.

Veja o extrato de con犀利士
trato:

Motoristas encontram avenidas de Manaus com trânsito leve no primeiro dia de paralisação de aulas

Fotos: Carolina Diniz/G1AM

Ruas que normalmente ficam congestionadas estavam quase vazias na manhã desta terça-feira (17).

No primeiro dia de suspensão de aulas nas redes municipal e estadual em Manaus, além de universidade pública, motoristas sentiram maior fluidez no trânsito nesta terça-feira (17). Avenidas como Darcy Vargas, Torquato Tapajós, Mário Ypiranga – que normalmente ficam congestionadas – amanheceram com menos veículos em circulação.

A paralisação das aulas está entre as medidas adotadas pela Prefeitura de Manaus e Governo do Amazonas como forma de prevenção por conta do novo coronavírus. O primeiro caso foi confirmado no Amazonas no dia 13 de março.

O motorista da linha de ônibus 352, Eduardo Neves, percorre diariamente um trajeto do Terminal 3 e passa por ruas movimentadas como Grande Circular, Autaz Mirim e Rodrigo Otávio.

Ele contou à reportagem que saiu do terminal 3, na Cidade Nova, às 5h30 e retornou pouco antes das 7h20, quando a previsão era somente às 7h38. “Desde ontem [segunda], eu já senti que melhorou. Hoje, retornei ao terminal com 15 minutos de antecedência”, contou.

Em outra rota, Jalder Alcântara, que trabalha há dez anos como motorista de transporte público, acredita que o impacto da paralisação das aulas seria mais perceptível a partir das 7h30. “Nesta primeira viagem, não mudou tanto, mas acho que agora sim vai dar para sentir”, afirmou.

José Menezes aproveitou o tempo de sobra para abastecer. Ele saiu de casa por volta das 7h, da região da Cidade Nova, e em menos de uma hora conseguiu percorrer vários lugares.

“Está muito tranquilo, sem problemas. Já fui em supermercado, padaria, e loja. A da rua está bem vazia”, comentou.

A proprietária de um salão de beleza no Vieralves, Patrícia Nobre, contou para a reportagem que levava o filho todos os dias para a faculdade. Com a suspensão das aulas, ela só deve sair de casa para trabalhar.

“Eu passo nesse rua [Avenida Max Teixeira] todos os dias e ali perto de Flores já começa a ficar congestionado, mas hoje parece que está bem mais vazio”, disse.

No Centro, a quantidade de veículos também era menor. Por volta das 8h40, o fluxo em avenidas como Eduardo Ribeiro e Getúlio Vargas era leve.

Fonte: G1

Paciente que testou positivo para coronavírus no Amazonas está recuperada, diz governo

Mulher de 39 anos que teve caso confirmado na última sexta-feira saiu do período de transmissibilidade da doença. Quatro casos suspeitos foram descartados.

A mulher que testou positivo para o coronavírus no Amazonas está recuperada e já saiu do período de transmissibilidade da doença, segundo a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM). Os últimos quatro casos suspeitos no estado foram descartados. No total, desde a primeira aparição de suspeitas, dos 15 casos notificados e investigados, 14 testaram negativo para o covid-19 no Amazonas.

Não houve nenhum novo registro de casos suspeitos nas últimas 48 horas, segundo o balanço mais recente, divulgado no final da tarde desta segunda-feira (16), após reunião do governador com representantes da saúde.

Segundo a FVS, a paciente que testou positivo, uma mulher de 39 anos que fez uma viagem recente para Londres, está recuperada e já saiu do período de transmissibilidade da doença. Ela, no entanto, não pode ser considerada como paciente curada. Para isso, é necessário que novos exames, após um período de 14 dias, testem negativo para o vírus.

“Ela continua em isolamento domiciliar, mesmo não representando mais risco de transmissão. Todas as pessoas que tiveram contato com ela foram monitoradas e nenhuma testou positivo para o Covid-19”, afirma o Governo do Amazonas.

“Aqui no Amazonas só temos um caso. Os demais casos suspeitos até agora foram descartados e, nas últimas 48 horas, não temos nenhum novo caso suspeito de coronavírus no Estado do Amazonas. É claro que amanhã pode ser uma outra situação. A gente espera que continue assim e que a gente possa diminuir o máximo possíve犀利士
l a possibilidade de que isso possa se agravar”, afirmou o governador Wilson Lima

Primeiro caso do Norte

O Governo do Amazonas divulgou na última sexta-feira (13) o primeiro caso confirmado do novo coronavírus do estado – e primeiro no Norte. A mulher, de 39 anos, procedente de Londres. Segundo a FVS, ela encontra-se bem. Não ficou internada e está em isolamento domiciliar. A Fundação informou que contatos dela também estão sendo monitorados.

Desde então, medidas vem sendo adotadas por diversos órgãos como forma de prevenção por conta do vírus. Entre elas, o cancelamento de eventos para evitar aglomeração de pessoas, aulas em universidade pública e escolas municipais e até suspensão de viagens para servidores públicos do Governo do Estado para o exterior.